Varanda do Mondego

O piso nobre do edifício apresenta duas magníficas varandas que permitem fruir as bonitas paisagens do Mondego e envolventes sul da cidade, entre as quais uma perspectiva inesperada e de rara beleza sobre a Lapa dos Esteios, cantada pelos poetas conimbricenses.

"Do Choupal até à Lapa..." cantava Zeca Afonso.