Palácio Ducal

Ao fundo da Praça Maior encontra-se a antiga residência dos Duques de Zúñiga, construída sob o antigo Castelo Medieval durante o Séc. XVI. 

No interior do Palácio é possível visitar o pátio renascentista, com as suas galerias e arcos encrustados de escudos e as iniciais de D. Francisco de Zúñiga e Da. Guiomar de Mendonza. 

Do palácio original restam poucas características da época, por sua vez, os restos da entrada principal da Alcáçova encontram-se preservados, dando uma ideia primitiva a esta fortaleza. Também a sua fachada principal mantém os traços da época, presentes nos janelões, nos azulejos azuis e brancos e nas cornijas e escudos que decoram o palácio. 

A Câmara Escura

No Palácio Ducal, numa das suas torres, encontra-se a chamada Câmara Escura. 

Este instrumento ótico permite uma visão da cidade em 360º graus, transmitindo em tempo real o que se passa no exterior do edifício, projetando essas imagens para o interior de uma sala completamente carente de luz. 

Desde a Câmara Escura, é possível ao visitante "conhecer" alguns dos principais pontos de interesse da cidade de Béjar: a Igreja do Salvador, a Igreja de São Gil, a Igreja de São João, o Teatro de Cervantes e as belas paisagens da Serra de Béjar.