Imagem da Senhora do Ó

Na nave central da Sé de Évora do lado do Evangelho encontra-se o altar em talha barroca seiscentista (circa 1690-1700), com a imagem quatrocentista de Nossa Senhora do Ó ou da Expectação, em mármore policromada. A imagem de Nossa Senhora apresenta um ventre volumoso e redondo onde se reconhecem as esperanças do parto.

Nossa Senhora do Ó é uma devoção mariana surgida em Toledo (Espanha), e que remonta à época do X Concílio, um Concílio regional que aconteceu em 656 na cidade de Toledo. Neste Concílio ficou determinado que a festa da Anunciação fosse transferida para o dia 18 de dezembro. Mais tarde esta celebração passou a chamar-se Expectação do Parto da Beatíssima Virgem Maria. Isto porque, nas vésperas, se proferiam as antífonas maiores que eram iniciadas pela exclamação ou suspiro "Oh!". Este facto teria levado o povo a denominar esta solenidade como Nossa Senhora do Ó.

Em Portugal o culto à Expectação do Parto ou a Nossa Senhora do Ó, ter-se-á iniciado em Torres Novas onde uma antiga imagem da Senhora era venerada na Capela-mor da Igreja Matriz de Santa Maria do Castelo. Nossa Senhora do Ó é padroeira de 24 freguesias portuguesas, na sua maioria, situadas nas dioceses mais setentrionais.