GEOPARK NATURTEJO

O Geopark Naturtejo da Meseta Meridional extende-se pelos municípios de Idanha-a-Nova, Castelo Branco, Nisa, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão.

O vasto património geomorfológico, geológico, paleontológico, e geomineiro, apresenta elementos de relevância nacional e internacional, de que são exemplos os icnofósseis de Penha Garcia, os canhões fluviais de Penha Garcia e Monsanto. Para além dos geossítios, o Geopark Naturtejo conta com o Parque Natural do Tejo Internacional e das Important Bird Areas (Penha Garcia), que testemunham a sua riqueza ecológica.

A história milenar desta região dotou-a de inúmeros castelos, igrejas e palácios, atingindo uma diversidade rara em Portugal. As ruínas da Civitas Egitania em Idanha-a-Velha, bem como as regiões megalíticas de Rosmaninhal constituem pólos de relevante interesse arqueológico. 

As práticas ancestrais, testemunhos vivos das múltiplas singularidades da cultura raiana, têm fortes raízes na paisagem. O estatuto de "Aldeia mais portuguesa de Portugal", conferido a Monsanto, e as Aldeias de Xisto, espalhadas pelo Geopark Naturtejo, são símbolos desta riqueza etnográfica ainda muito bem preservada.