Castelo de Belmonte

Apesar de não haver certezas sobra a data da sua construção, é provável que tenha sido construído no Séc XII a mando de D.Sancho I para defesa da povoação a quem o mesmo rei havia concedido carta de foral em 1199. 

Os vários achados arqueológicos desta zona confirmam a existência da fortificação a partir de finais desse século e princípios do Séc XIII.

Mais tarde, o castelo viria a ser reedificado por Egas Fafes, bispo de Coimbra, a mando de D. Afonso III em 1258. Já nos finais do Séc XIV e princípios do Séc XV, provavelmente devido a um confronto com tropas de Castela, o castelo acaba por ser parcialmente destruído por um incêndio. 

É em 1466 que se dá aquele que foi, provavelmente, o mais importante episódio na história desta fortaleza, com a doação da vila e castelo por D. Afonso V a Fernão Cabral. Esse, por sua vez, decide transferir a residência da família Cabral para o interior do castelo. 

Já no Séc XVI, é edificado no Castelo de Belmonte o Solar dos Cabrais, havendo ainda registos de obras junto à porta principal do castelo nos Séc XVII e XVIII.