Biblioteca Velha

A chamada "Bilioteca Velha" é um dos espaços mais impressionantes do Seminário, onde são guardados mais de 8.500 volumes desde o Séc. XVI ao Séc. XVIII. Um dos mais antigos é de 1507, uma obra de Santo Alberto Magno.

Encontra-se aqui também um conjunto de 27 antifonários pertencentes ao Cabido da Sé e entregues à guarda do Seminário.

O fundo é constituído por obras da Sagrada Escritura, de Direito Canónico e Civil, Teologia Dogmática, Patrística, Liturgia, Filosofia e Humanidades. Digno de nota é o facto de, neste acervo, se encontrar um livro de contos eróticos.

Ocupa o lugar onde funcionou o primeiro refeitório da casa, transformado em Biblioteca ainda pelo Bispo Fundador, à qual doou a sua extensa biblioteca pessoal, nos primeiros anos de funcionamento do Seminário.

Merece menção o lamentável episódio do desaparecimento de um livro raro no mundo. Trata-se de uma obra de autoria de Aires Barbosa, notável humanista português do Séc. XVI. Dos muito raros exemplares conhecidos desta edição, apenas o de Amesterdão e o do Seminário contêm os textos integrais. Os outros, como é o caso do exemplar existente na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, estão incompletos.